anterior    aleatorio / random   autor / author   inicio / home   siguiente / next

        SONETO XXIV

Está se a Primavera trasladando
em vossa vista deleitosa e honesta;
nas lindas faces, olhos, boca e testa,
boninas, lírios, rosas debuxando.

De sorte, vosso gesto matizando,
Natura quanto pode manifesta
que o monte, o campo, o rio e a floresta
se estão de vós, Senhora, namorando.

Se agora não quereis que quem vos ama
possa colher o fruito destas flores,
perderão toda a graça vossos olhos.

Porque pouco aproveita, linda Dama,
que semeasse Amor em vós amores,
se vossa condição produze abrolhos.

1595

autógrafo

Luís de Camões


subir   poema aleatorio   Sonetos   siguiente / next   anterior / previous
español Traducción de Carlos López Narváez